Na segunda, uma música

Fingir que está tudo bem. Sorrir quando a vontade é de chorar. Por coisas que nem sempre é possível explicar, às vezes a gente precisa parecer algo que não é.

Eu sou o grande fingidor
Fingindo que estou bem
Minha necessidade é tanta
Que eu finjo muito
Pois estou sozinho, mas ninguém percebe

Fingir é mentir. E em alguns momentos a mentira torna-se parte da vida a tal ponto que não é possível mais distinguir a própria verdade.

É tão real esse sentimento de faz-de-conta
É tão real quando eu sinto que meu coração não pode conceber

Também não são raros os casos em que se finge estar bem após um relacionamento frustrado. O coração está estraçalhado, machucado, mas não dá pra chorar. As lágrimas precisam ser silenciadas. Apenas há espaço para um sorriso. Falso, mas um sorriso.

Eu sou o grande fingidor
Só rindo e feliz feito um palhaço
Eu pareço ser o que você não vê
Estou vestindo meu coração como se fosse uma coroa
Fingindo que você está por perto

A música de hoje é do gênio Freddie Mercury. The Great Pretender é uma canção deliciosa de ouvir e tem uma letra que nos faz pensar e, em alguns momentos, nos reconhecer. Vamos ouvir?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s