Onde vão ficar os carros?

avenida_brasil
Foto: O Diário

Brasileiro gosta de carro. É inegável. Mas onde vamos colocar tantos veículos? Em Maringá, a principal avenida da cidade vai perder vagas de estacionamento. A prefeitura está retirando as chamadas “espinhas de peixe” – as vagas de estacionamento nos canteiros centrais. Faz parte de um projeto de revitalização da avenida visando transformá-la num binário – pista de sentido único.

A novidade afeta diretamente o cidadão. Mais que mudar o sentido da avenida e colocar as paradas de ônibus nos canteiros centrais, a situação se tornará ainda mais dramática para quem deseja estacionar na avenida. E sabe de uma coisa? A tendência é piorar. E em todo país.

Sim, do ponto de vista de estacionamentos em espaços públicos, não existem milagres. A frota de veículos não para de crescer e, para melhorar o trânsito, a saída é eliminar vagas. Isso vai tornar mais caro e difícil circular de carro no centro. Haverá impacto no comércio de rua? Difícil saber. Mas já tem muita gente chiando…

O cidadão não gosta nenhum pouco disso. A gente se acostumou a sair de casa e ter garantido um lugarzinho pra estacionar. Com os anos, isso mudou. Foi ficando cada vez mais difícil achar uma vaga. E agora, estão sendo eliminadas. Porém, não tem o que fazer. Não há como criar estacionamentos na proporção que aumentam os veículos nas ruas. Muito menos garantir vagas e ainda assegurar mobilidade. Estamos diante de um grande impasse. E vamos ter que nos acostumar com essa nova realidade. Aprender a pagar estacionamento privado ou a andar de ônibus… Deixar o carro longe do centro também é uma alternativa.