O “estraga-prazer”

inveja
É preciso estar muito bem consigo mesmo para lidar com os invejosos de plantão

Conhece algum? Provavelmente sim. Eles estão por toda parte. Dias atrás, enquanto aguardava o elevador, notei que a mulher da portaria estava toda empolgada com o notebook novo que havia comprado. Foi mostrar para um colega que estava papeando por ali. Em meia dúzia de frases, ele tirou o sorriso dela. Começou mostrando que a configuração era isso, aquilo… Em resumo, disse que o computador não prestava.

Depois de ver a cena, fiquei pensando nas tantas vezes que observei situações semelhantes. Pode ser com o notebook, o tablet, o celular… Mas também pode ser com a blusinha nova que acabou de comprar em cinco vezes no cartão, o xampu para diminuir o volume dos cabelos… Ou quem sabe até o novo namorado. Tem gente que adora botar defeito no que é do outro. Parece ter prazer nisso.

Lembro que quando comprei meu golzinho zero quilômetro, básico de tudo, um vizinho viu o carro sem placas e foi rondar por ali. O sujeito mal tinha uma bicicleta para andar, mas assim que respondi que era simples, nem possuía ar condicionado, foi logo disparando:

– Ah… não. Não dá pra comprar carro em Maringá sem ar condicionado.

Inveja? Talvez. Mas o pior é que esse tipo de gente se espalha, se múltipla e, por vezes, puxa o outro pra baixo. Essas pessoas não vibram com a conquista alheia. Pelo contrário, parecem sentir satisfação na derrota; não são altruístas. Alimentam a própria alma com a tristeza, com o desânimo, com a queda do outro. Por isso, quando a pessoa consegue alguma coisa, o “estraga-prazer” aparece para tirar o sorriso, a felicidade, minimizar a vitória. É incapaz de aplaudir o outro.

Não tem muito que fazer com esses “amigos” e “colegas”. Não dá para prendê-los. Sempre vão existir. Estarão a postos em algum lugar e, quando menos esperarmos, vão aparecer. E sempre com um discurso negativo na ponta da língua. O que nos resta é ignorar. Ter fortalecida a autoestima e vez outra disparar um “dane-se; é meu, eu fiz, eu conquistei… e com muito orgulho”.

Anúncios

2 comentários em “O “estraga-prazer”

  1. Despeito puro… são pessoas que têm preguiça de trabalhar por seus sonhos e conquistas, Estão sempre para baixo, e tentam puxar os outros para a lama em que se encontram… Parabéns pelo texto! Abraço!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s