Quem quer ser importante?

servir

Certa ocasião, a mãe de dois discípulos de Jesus chegou até Ele e fez um pedido inusitado. Ela reivindicou que, quando Jesus se tornasse rei, os seus filhos pudessem se assentar ao lado do trono dEle. Um ao lado direito; outro, ao esquerdo. Ela queria um lugar privilegiado para os filhos. Era uma mãe preocupada. Desejava o melhor para seus “meninos”.

A situação deu uma confusão danada. Os outros 10 discípulos acharam aquilo um absurdo. Onde já se viu tal privilégio? Como podia dois deles terem uma posição melhor, de maior destaque no novo reino?

Os discípulos achavam que Jesus estabeleceria um reino aqui na Terra. Se tornaria um homem poderoso. Quem sabe pudesse livrá-los da servidão a Roma. E se Jesus se tornasse rei, queriam ser beneficiados pelo seu governo.

Por sinal, naquela época, havia um costume em Roma que deu origem inclusive a um termo bastante conhecido hoje: clientelismo. A gente usa esse termo para falar sobre situações em que uma pessoa se beneficia do poder de outra. Na Roma antiga, cliente era o homem livre, mas sem terras e demais propriedades. O cliente se tornava dependente de um patrício (patrono), geralmente da aristocracia. Esse atuava como uma espécie de padrinho e auxiliava financeiramente, garantia proteção social. Ou seja, o cliente gravitava em torno de um poderoso.

Esse costume não se restringiu a Roma. Outras culturas adotaram o “modelo”. E, de certa forma, a mãe dos dois discípulos queria alguma coisa parecida. Só que foi mais ousada: pediu um privilégio ainda maior.

Jesus resolveu o impasse ensinando uma grande lição. Ele falou da sua morte e sustentou uma das teses mais lindas da Bíblia: Ele veio à Terra para servir e não para ser servido.

– Quem quiser ser importante, que sirva os outros.

Como a gente vive numa sociedade tida como predominante cristã, eu fico pensando na contradição entre o que Jesus disse e o que se pratica. As disputas de poder acontecem até mesmo na esfera familiar. Na dinâmica do trabalho, todo mundo quer o melhor cargo. Numa discussão, todo mundo quer ter razão. Nas relações, pedir desculpas parece um ato de humilhação. A gente luta para estar no topo. Precisa se sentir importante. A gente quer gente servindo a gente. Olhamos primeiro para nossas necessidades. Nosso ego é nossa referência. E os ensinos de Jesus se tornam apenas textos que servem de pretexto para uma religiosidade vazia e quase nada cristã.

PS- A passagem bíblica está no livro de Mateus, capítulo 20, a partir do verso 20.

Anúncios

2 comentários em “Quem quer ser importante?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s