Atitudes para ter equilíbrio emocional

emocoes

Equilíbrio emocional. Eu gosto da ideia. Acho incrível pensar que podemos administrar nossas emoções. Porém, entre querer e conseguir administrá-las existe um abismo. Sempre digo que não é tão simples assim viver bem com a gente mesmo. Às vezes, sofremos uma perda, estamos diante de caminhos incertos e nos deixamos abater. Ou simplesmente sofremos um “apagão emocional”.

Dias atrás, numa conversa com a psicóloga Adriana Furlan, ela citou seis atitudes que podem nos ajudar a ter certo controle das emoções. Vou fazer aqui a minha leitura dessas “regrinhas”.

Auto-aceitação – Você se gosta? Se aceita? Ou se acha a pior pessoa do universo? Penso que precisamos ser humildes e reconhecer nossas limitações. Porém, também precisamos nos amar. E aceitar o que somos, nossas falhas, nossos erros… ajuda a lidar melhor com os problemas. Principalmente com nosso passado.

Relacionamentos positivos – Precisamos conviver com gente que nos faça bem. Mais que isso, temos carência de ser amados. Não dá pra viver mendigando um carinho, um abraço… Então, necessitamos viver coisas boas com as pessoas que nos cercam. E ter por perto gente que seja capaz de exercer boa influência em nossa vida.

Autonomia – Reconheço que estamos distantes de ser definitivamente livres. Dependemos uns dos outros. Porém, é possível ter certa autonomia. Ter autonomia é não orbitar em torno de alguém. Esse alguém pode ser os pais, pode ser o marido, um namorado… E até um amigo, uma amiga. Precisamos dar conta de responder as nossas próprias demandas. Não dá pra depender a vida inteira dos outros. E a autonomia não para nas questões práticas. Uma questão fundamental é: temos que ter nossos próprios pensamentos, nossas próprias ideias. Tem gente que só pensa, só decide pela cabeça dos outros. Não funciona!

Domínio ambiental – Não dá para ficar a vida inteira esperando pelas coisas. É fundamental ter iniciativa. Devemos criar oportunidades. Claro, não podemos ser imprudentes. Porém, quem vive esperando, nunca chega a lugar algum. Para isso, temos que conhecer bem o ambiente onde estamos, seus limites e o que podemos fazer a partir da realidade que nos é dada.

Propósito de vida – Qual é seu plano? Você tem um projeto? Não estou falando em como será sua aposentadoria. Esse plano até pode constar na lista. Porém, também temos que ter propósitos diários, projetos de curto e médio prazo. Podemos atuar como voluntários, sonhar com uma casa nova, viagens… Devemos pensar em coisas que gostamos e tentar trabalhar para experimentá-las, vivenciá-las.

Crescimento pessoal – Quando se está num relacionamento, é fundamental investir na vida a dois. Entretanto, isso não significa esquecer de si mesmo. Como disse no item anterior, qual é nosso propósito de vida? Por mais que inclua uma outra pessoa, também temos que ter nossos próprios sonhos. E cuidar de nós mesmos. Fazer academia, cursos… Trabalhar por uma promoção… Pra ter equilíbrio emocional, também temos que nos sentir úteis, perceber que não estacionamos.

Enfim, embora não exista “receita”, e em alguns momentos nos sintamos incapazes até de nos mexer, a prática dessas atitudes pode ajudar a ter maior equilíbrio emocional.

Anúncios

3 comentários em “Atitudes para ter equilíbrio emocional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s