Pastor ou político? Nunca as duas coisas

pastor

O Tribunal Superior Eleitoral registrou, em comparação a 2010, um aumento de 40% no registro de candidaturas de pastores para as eleições deste ano. Pois é… Pelo menos, 270 pastores estão na disputa. Um deles, inclusive, o pastor Everaldo, concorre à presidência da República.

Sabe, talvez eu esteja errado. Talvez eu até mude de ideia com algum comentário… Ou, com o passar dos anos. Entretanto, embora seja cristão, eu não voto em pastor. Não concordo com a participação deles na política. Muito menos na disputa por cargos. Acho que membros de igreja, e até alguns líderes, podem participar do pleito, mobilizar-se por candidatos etc. Mas pastor, não dá.

Algo que me incomoda profundamente é o uso da condição de pastor na disputa. O sujeito tem uma relação de autoridade junto aos fieis. É respeitado, querido… Visto como uma pessoa de Deus. Muitas vezes, trata-se de alguém que mobiliza milhares de pessoas. Tem sob sua administração dezenas de outros pastores, presbíteros, diáconos etc. Toda essa estrutura acaba perdendo seu principal objetivo e servindo a um propósito político-eleitoral.

Para mim, igreja é igreja. É para tratar da espiritualidade das pessoas. É para cuidar das fragilidades, das dificuldades – inclusive emocionais. Pastor que se torna político rompe com os princípios bíblicos. A política pode ser um espaço para servir ao próximo, mas em nada se parece com o serviço pastoral. Os papéis são outros. Por isso, penso que o pastor que deseja ser político deveria renunciar a função de líder religioso.

E o pior problema, na minha opinião, é que pastor, quando eleito, torna a igreja um espaço político de mobilização de interesses que nem sempre são espirituais. Há pastores que manipulam os fieis, direcionando-os em defesa ou em oposição a determinadas ideologias políticas. E não é isso que a Bíblia apresenta como papel do cristão. Além disso, na política, alguns desses pastores passam a atuar em defesa de bandeiras moralistas, ignorando o bom senso e contrariando o que é de fato a real função do Estado (veja o caso de gente como o deputado Marco Feliciano).

Por fim, a maioria deles envergonha as religiões cristãs, cria uma imagem estereotipada do que é ser crente… Sem contar que contribui para a manutenção da ideia de que “crente é tudo igual”.

PS, Também há bispos e padres na disputa eleitoral. Mas, em comparação à última eleição, houve uma redução de 25% e 30%, respectivamente. Embora a igreja Católica seja muito maior no país, o número de bispos e padres candidatos, somados, não representa 30% dos pastores que estão na disputa. Ainda assim, penso que a reflexão sobre pastores-candidatos também é válida para o caso de bispos e padres que se rendem à sedução da política.

Anúncios

21 comentários em “Pastor ou político? Nunca as duas coisas

  1. Muito bom o seu posicionamento. Talvez os pastores estejam confiando muito na rua retórica (falam bem, usa a oratória para convencer). Os professores é que deveriam se candidatar, pelo menos para testar sua oratórias…kkk

    Curtir

  2. Oi, Ronaldo!
    Também concordo contigo, não acho bom misturar as coisas, assim como no futebol também não deveria entrar política, vimos o que deu nesta Copa, né?
    Sempre vão acontecer as jogadas de interesse e manipulação de massas, sou totalmente contra.
    um grande abraço carioca

    Curtir

  3. Boa noite Ronaldo Nezo, parabéns pela abordagem. O tema é oportuno e conflitante como você bem colocou. Considero um desrespeito, antiético e oportunista tal procedimento. Sou contra e concordo com as suas considerações em 100%. Não voto na classe!
    Abraço.

    Curtir

  4. Creio que o cristão pode e deve exercer a política se tiver vocação para tal. Precisamos ter bons representantes cristãos, pois se não tivermos as leis aprovadas vão contrariar os nossos princípios. Porém, concordo com você. Penso que o Pastor (sou pastor) é chamado para pastorear, cuidar e pregar a palavra, se dedicar a política não fará o ministério para o qual foi chamado. Então o pastor não deveria se candidatar. Ele deve ensinar os valores cristãos com isso o povo votará melhor e será bom para a política do País.

    Curtir

  5. Concordo plenamente com a resolução do amigo , só a um dever ao pastor na politica orar pelos governantes do nosso país , fora isso não creio que mudará uma cidade , um estado , ou um país sendo religioso ou político . Mais sim creio que Deus já está a pá de toda a situação .

    Curtir

  6. Os problemas são sempre os mesmos: a velha bandeira de defender os princípios cristãos na política, não observando que a Constituição diz que o Estado é LAICO e TODOS tem que ser contemplados(Impessoalidade ART 37 CF). Não entendem isso? ainda querem entrar na política?
    Outra coisa, abusam da posição que ocupam para praticar crime eleitoral utilizando a pratica de curral eleitoral, sendo que as leis vigentes vedam que espaços como igreja, sejam usados para pedir votos. Outra vez, que princípios Cristãos são esses que antes da eleição já infringem as leis?
    afora isso, as pessoas sentem-se constrangidas a ter que votar no candidato da igreja, sob a acusação de que é contrários aos desígnios de Deus e da Igreja, mais uma vez incorrendo nas praticas de não respeitar o pluralismo político, a liberdade de escolha e a democracia. Como votar em pastor se fazem tudo errado antes? imagina depois.
    e nem adianta vir aqui dizer que isso é uma minoria, por favor né?
    Lider político é líder político, líder religioso é líder religioso e cada um no seu mundo, não tem como botar os pés em dois barcos.
    A igreja já teve sua forte influencia no Estado e isso ficou conhecido ironicamente como a Idade das Trevas

    Curtir

  7. Vocês não sabem que aqueles que trabalham no templo alimentam-se das coisas do templo, e que os que servem diante do altar participam do que é oferecido no altar?
    Da mesma forma o Senhor ordenou àqueles que pregam o evangelho, que vivam do evangelho.
    1 Coríntios 9:13,14
    CONCORDO PLENAMENTE COM VC E AI ESTÁ O EMBASAMENTO BÍBLICO PARA ISSO

    Curtir

  8. Da forma que vc coloca da a entender que isto é um crime contra a humanidade . Sua concepção de ver isto é muito vaga embora respeito sua opinião mas não concordo. Temos sim pastores que buscam a mídia televisiva por vaidade mas e aqueles que exercem suas funções políticas como qualquer um que se encontra como um parlamentar.

    Curtir

    1. Elias, sugiro que releia o texto. Não há nada no texto nada que sugira que a presença de um pastor na política seja um crime contra a humanidade. Apenas não concordo com a presença deles na política. E explico meus motivos (os meus apenas, pois o blog é uma página pessoal). Caso queiram ser políticos, sugiro que abram mão do pastorado, renunciem o título – e isso não significa deixar de ser cristão.
      Você aponta que minha concepção é “muito vaga”… Bom, não estou propondo um tratado político aqui – muito menos abri uma argumentação bíblica a respeito do tema (algo que até poderia fazer, mas não foi meu propósito). Tampouco uma tese sobre o assunto. Sustentei e sustento que ser pastor e ser político são funções antagônicas. Além disso, não me parece correto que um pastor faça uso de sua posição para conquistar uma cadeira na política. Também explico, no texto, alguns dos meus motivos.
      É possível que um pastor seja um bom político? Sim. Mas não tem sido a regra. A maioria que ocupa cargos públicos me envergonha como cristão.
      Por fim, é seu direito não concordar com minha opinião. Mas penso que, se discorda, poderia relacionar argumentos em defesa dos pastores na política. Acho que isso permitiria que outros leitores pudessem ter uma visão distinta da minha.
      Para concluir, não sei se notou, mas este é um texto de 2014.
      No mais, obrigado por investir seu tempo na leitura e nos comentários do meu post.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s