Serviço de casa também é serviço de homem

casa_homem

Entre as coisas que me incomodam profundamente está a resistência de alguns homens em executar serviços domésticos. Sinceramente, não entendo por que acham absurdo lavar louça, passar pano no chão, lavar roupas, limpar o banheiro, trocar as fraldas do bebê…

É verdade que serviço de casa é chato. Mas se é chato pra nós homens, também é para as mulheres. Então por que só elas devem ficar responsáveis por essas tarefas?

Dias atrás, uma colega me contou que pediu para o marido arrumar a cama. Ele retrucou:

– Por que eu preciso arrumar a cama se tem três mulheres em casa?

O casal tem duas filhas adolescentes. E, na lógica dele, isso o exime de fazer qualquer coisa. O sujeito senta a bunda no sofá, assiste tevê enquanto elas limpam a casa, passam as roupas, lavam as louças… E ele folga. E ainda reclama. De verdade, não sei como consegue. Eu não dou conta.

Talvez seja porque minha mãe ensinou desde muito cedo a cuidar de casa. E até de minha irmã. Quando eu tinha dez anos, a babá de minha irmã pediu as contas. Não tínhamos como contratar outra pessoa. Então, passei a cuidar dela. Não era divertido, admito. Ela tinha apenas três anos. E dava um trabalhão. Mas até hoje rimos muito daqueles anos. Foi ali em casa, só com ela, que fiz minhas primeiras panquecas, lavei muita louça, aprendi a cozinhar… E até troquei fraldas (de pano).

Cresci também vendo meu pai cozinhar, lavar a louça, cuidar dos meus irmãos… Acho que isso faz com que até hoje eu me sinta muito à vontade para levantar da mesa, tirar os pratos, talheres… Não tenho problemas em lavar a louça, limpar a casa, cuidar das minhas roupas… Faço isso sem constrangimento algum. Não me acho menos homem por isso.

Na verdade, o machismo está dentro de casa. Não apenas personificado nas atitudes dos homens. Muitas mulheres são machistas. Mães, principalmente. Contribuem para manutenção dessa “crença” de que serviço de casa é serviço de mulher. São culpadas sim pela formação de homens que se omitem das tarefas de casa. Criam filhos que não estarão preparados para lidar com o mundo moderno, que ficarão perdidos se precisarem viver sozinhos, e que vão fazer sofrer suas futuras parceiras.

Eu sei que a gente pode comprar quase tudo. De comida até a limpeza de casa. Porém, nem sempre há dinheiro pra isso. Além do mais, dividir as tarefas domésticas é fundamental quando o casal trabalha fora. E mesmo quando apenas o homem tem emprego, ajudar a esposa é uma forma de carinho, de reconhecimento, de valorização do trabalho dela. É digno. É uma expressão de respeito à mulher. Não coloca o homem em condição de superior a sua parceira. Ou seja, humaniza o relacionamento. Torna-nos iguais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s