Na segunda, uma música

A gente tem ouvido muito falar de uma tal crise de identidade do homem. Às vezes, acho que ela é bem real. Parece que o homem não sabe bem qual seu papel. Ou se tem um papel. O jovem hetero parece sentir necessidade de se auto-afirmar como “pegador”. Do mais maduro, casado, parece que se espera certa disposição para ajudar com as fraldas, mas sem deixar de ser forte, decidido. Também há uma busca por um sujeito mais sensível, que saiba ouvir, acompanhar s mulher às compras…

Nesses momentos, eu penso apenas na canção do Gonzaguinha, “Um homem também chora”. E gosto dela. Porque apresenta esse homem cheio de contradições, que também sonha ser feliz.

Um homem também chora
[…]
Também deseja colo
Palavras amenas
Precisa de carinho
Precisa de ternura
Precisa de um abraço

Também há força e beleza ao mostrar fragilidade, a verdadeira face…

Guerreiros são pessoas
Tão fortes, tão frágeis
Guerreiros são meninos
No fundo do peito
Precisam de um descanso
Precisam de um remanso
Precisam de um sono
Que os torne perfeitos

Como diz Gonzaguinha, esse homem guerreiro, mas também carente, existe escondido no peito de todos os homens. E ao tentar ser o que não é, apenas para responder as expectativas alheias, não consegue viver bem consigo mesmo.

E então, vamos ouvir?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s