Como tratar as pessoas

carinho

Muito antes de serem publicados livros e mais livros de autoajuda, um escritor e pensador alemão chamado Johann Wolfgang von Goethe escreveu algo fascinante sobre as relações humanas.

Se tomarmos as pessoas tais quais elas são, nós as tornamos piores; mas se as tratarmos como deveriam ser, nós as levaremos para onde devem ser levadas.

Sei que tem gente que pode não acreditar nisso. Porém, entendo que a tese de Goethe reflete uma grande verdade: as pessoas são aquilo que dizemos que são.

Na verdade, isso se dá porque todos nós carecemos do outro para que digam quem somos. Muito da imagem que temos de nós é dada pelo outro, na relação com o outro. Nos vemos pelos olhos do outro.

Por que as bobagens ditas pelos pais afetam a criança a ponto de, quando cresce, necessitar de terapia? Porque a imagem que possui de si foi construída pelos discursos que circulavam sobre ela durante a infância.

A coisa é simples… O sujeito que é tratado como coitadinho, age como coitadinho. Quem é tratado como vitorioso, age como vitorioso.

E isso vale para quase tudo. Quando a gente fica reforçando as características negativas de uma pessoa (e todo mundo tem defeitos, é claro), ela passa a viver isso como uma verdade. Afinal, “se todo mundo diz que sou burro, é porque sou burro”.

A tese de Goethe diz muito sobre como devemos tratar as pessoas. Às vezes cobramos que o filho aja com respeito, mas sempre o rotulamos como mal educado. Por que ele agiria de outra forma? Afinal, já o colocamos nesse “lugar” de pessoa grosseira. Às vezes queremos que o parceiro seja gentil, mas geralmente o tratamos como ignorante, bruto… Por que ele passaria a agir de outra forma?

Na verdade, um dos nossos grandes erros é apontar os defeitos das pessoas como se fossem as próprias pessoas, e não apenas reflexo de algumas de suas ações. Quase sempre fazemos isso, porque acreditamos, erroneamente, que, ao falar o defeito, ela tentará mudar. Porém, isso dificilmente acontece. Na verdade, frequentemente esses comentários são entendidos como agressões e só funcionam para potencializar os comportamentos negativos.

Portanto, seguindo o conselho de Goethe, se queremos mudar as pessoas, devemos tratá-las como sendo melhores do que realmente são. Assim, “nós as levaremos para onde devem ser levadas”.

Anúncios

3 comentários em “Como tratar as pessoas

  1. Ando tão confusa a respeito de quem sou, do que “pensam’ de mim…Mas o texto é excelente. Preciso ler, reler e compartilhar, se não se importa. (se se imposta, me fala. rs)
    Abraço e boa semana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s