Relacionamento não traz felicidade

relacionamento_felicidade 1
Se, sozinhos, estamos bem, estamos bem, juntos

Por que as pessoas querem um relacionamento? Ou… por que as pessoas querem se casar? Se a gente fizer essa pergunta de forma direta, para alguém que está sozinho à procura de um amor, talvez a resposta seja:

– Procuro alguém para me fazer feliz.

Este é um dos grandes erros cometidos pelas pessoas que decidem se envolver com alguém. E torna-se pior ainda quando se projeta que casamento pode trazer a felicidade. “Vou casar para ser feliz”. Quem pensa assim é candidatíssimo a se dar muito mal.

O estado de bem estar, de prazer, de satisfação, de felicidade não depende do outro; depende de nós mesmos.

Por mais que isso pareça óbvio, é uma regra negligenciada por muita gente. Esta regrinha é básica para, primeiro, romper com a dependência emocional. Quem acha que só pode ser feliz amando alguém, tem uma visão distorcida da vida e, principalmente, do que é uma relação amorosa.

Um dos graves equívocos que ainda se alimenta sobre o amor romântico é a ideia (que está muito presente na cabeça de várias pessoas) de que um não pode viver sem o outro. Filmes, novelas, músicas, livros etc etc constroem essa bobagem na mente das pessoas. Trata-se de um olhar imaturo com certas doses de masoquismo.

A situação é tão maluca que muita gente ainda acredita que o amor verdadeiro é aquele arrebatador, que causa frio na espinha, ou daqueles que você não consegue passar um dia sem falar no telefone… Na verdade, segundo a psicóloga e escritora Mila Cahue, que alimenta essa visão possui uma conduta que está no limite de um quadro patológico. E muito longe de viver um amor de verdade.

Por isso, ela sintetiza essa regrinha de maneira muito simples. Quem deseja ter um relacionamento (um casamento) saudável:

  • Não deve deixar nas mãos de outra pessoa a decisão daquilo que a faz feliz;
  • Não assumir a responsabilidade de ter que decidir sobre a felicidade do outro;
  • Por fim, para ter um relacionamento feliz, eu devo estar bem, o outro deve estar bem. Se, sozinhos, estamos bem, estamos bem, juntos.