Como enfrentar as crises no relacionamento

crises_relacionamento

Cedo ou tarde, todo relacionamento vai enfrentar uma crise. E, com o tempo, inevitavelmente, virão outras. Faz parte da dinâmica. Viver a dois é tarefa difícil, tenho repetido aqui. E as crises são uma evolução normal na trajetória de duas pessoas que decidem compartilhar suas vidas.

Para gente madura, que sabe amar, as crises não são necessariamente uma ameaça ao relacionamento. Podem, inclusive, gerar crescimento, aumentar a intimidade… Para outras pessoas, porém, representam sérias ameaças.

Geralmente quem não aceita as crises é quem não sabe administrá-las. E por não saber como lidar com os problemas, procura ignorá-los ou negá-los. Essas pessoas tentam se convencer de que não tem nada acontecendo – mesmo quando os sinais são evidentes: esfriamento da relação, mal estar, tristeza, perda de energia, desilusão, discussões e desacordos constantes etc etc.

Quem ama, aposta no relacionamento. Não desiste diante das primeiras dificuldades.

Para enfrentar as crises que aparecem na vida a dois é necessário viver com o coração aberto. E o que isso significa? Significa prestar atenção aos seus sentimentos, mas sem ignorar o outro. Se você se sente ferido, triste, decepcionado ou frustrado em sua relação, o primeiro passo é admitir que as coisas não vão bem. O momento é de reconhecer que, quando você não está bem, não faz bem ao outro.

Quando a pessoa está consciente do que sente, precisa compartilhar os sentimentos com o parceiro. Mas sem atacá-lo por isso. Pelo contrário, é momento de dizer o que você sente, não de acusar o outro pelo que você sente. Ou seja, a linguagem aqui é em primeira pessoa. “Eu estou me sentindo assim…”, “Esta situação tem me deixado triste…”, “Eu tenho me sentido sozinha…”. Quem usa o artifício de dizer coisas do tipo “você fez isso, você fez aquilo, você nunca me entende”… geralmente coloca o outro na defensiva e ainda causa mais mágoas.

Quando há respeito, casais emocionalmente inteligentes sabem escutar e compreender os sentimentos do outro sem se sentirem atacados. Isso permite com que se expressem, sem interromper um ao outro, sem julgar. E, depois, compartilham os próprios sentimentos. Dessa maneira, ambos reconhecem que existe um conflito, embora nem sempre saibam como solucioná-lo.

Porém, crises precisam de solução. Embora gente ansiosa faça bobagem, casais maduros sabem ter paciência, ainda assim não deixam de buscar solução para suas dificuldades. Talvez não saibam como resolver logo de cara uma determinada situação. Porém, refletem juntos, ouvem o coração, também pensam estratégias e formas de agir para melhorar. Se não sabem o que fazer, pedem ajuda. Mas não desistem de ser felizes, de viver o melhor do relacionamento.

Crises também nos ensinam importantes lições. Casais maduros não vivem se culpando, não culpam um ao outro, não atribuem os seus problemas a má sorte ou a crise econômica. São pessoas que sabem olhar para o interior e se dão conta de que suas crenças ou forma de agir nem sempre são as melhores. Admitem que são humanos, que de vez em quando vão errar. Por isso, sabem aprender a partir das crises. Crescem ao reconhecerem que são vulneráveis, mas que, unidos, podem se tornar mais fortes.

Anúncios

Um comentário em “Como enfrentar as crises no relacionamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s