Por que fracassam as segundas chances no amor?

casal

Escrevi certa vez que não acredito em relacionamentos remendados. E apontei que um “começar de novo”, pra dar certo, precisa representar, de fato, o início de uma nova dinâmica para o casal.

Sabe, animado pelo amor que ainda sente pelo parceiro, tem gente que, mesmo após enfrentar uma separação – e até um divórcio -, tenta uma segunda vez. E por vezes essas pessoas fazem isso sem refletir no que significa um novo começo.

Geralmente há certo medo, porque uma segunda oportunidade implica a possibilidade de voltar a fracassar, de voltar a se ferir. E, de fato, por mais que exista amor, frequentemente o casal volta a se separar. Pior, a decepção parece ainda maior, o quadro é mais dramático e difícil de superar que a primeira vez.

Por isso, quem quer começar de novo precisa entender algumas coisas.

Se o casal recomeça o relacionamento tal como era antes do rompimento, a segunda oportunidade está destinada ao fracasso. Como dizia o gênio Albert Einstein: “se buscas resultados distintos, não faças sempre o mesmo”.

Por isso, antes de retomar o romance, vale a pena refletir a respeito do que levou o casal a fracassar no passado. E não cabe só ficar pensando nos erros. É necessário iniciar um processo sincero de mudança. Mudar certos padrões de comportamento não é fácil. Às vezes, torna-se necessário inclusive contar com a ajuda de algum terapeuta, conselheiro… Ler bons livros também ajuda.

É fundamental saber por que deseja recomeçar. Não para se iludir. Será que o desejo de voltar ocorre por insegurança, dependência do outro? Seria apenas por sentir-se incapaz de cuidar da própria vida? Medo da solidão? Obrigação de manter a imagem e as aparências sociais? Conveniência econômica? Essas são razões equivocadas para aventurar-se numa segunda oportunidade. Essas razões levarão o relacionamento ao conformismo e a rotina, o que inevitavelmente condenará essa nova oportunidade ao fracasso.

O amor é o motivo correto para um recomeço. Porém, fazer dar certo, exige entrega, esforço e responsabilidade. E o casal tem que entender que não será fácil perseverar.

Entre as muitas razões que levam a uma separação estão a infidelidade e as agressões físicas. Ambas situações causas feridas profundas. Definitivamente não é nada fácil superar e perdoar. Por isso, quem tem dificuldade para administrar decepções passadas, mágoas… Gente que mantém viva na memória cada dor sofrida e não dá conta de sublimar, não deveria tentar de novo. Só existe uma chance de dar certo: perdoando e nunca trazendo à tona as mágoas do passado.

Enfim, se essa nova tentativa de viverem juntos for assumida com responsabilidade, muito diálogo e com a preparação necessária, as coisas até podem dar certo. Mas será necessário exercitar o que existe de melhor no humano: o amor, o perdão, o respeito, a sabedoria, o altruísmo, a tolerância, a paciência, a gentileza, o cuidado com as palavras… E as duas pessoas envolvidas devem valorizar essa segunda chance, porque também é um erro dar oportunidade a quem não a reconhece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s