Mulheres que destroem os relacionamentos

pareja infelice

Não raras vezes comete-se o erro de pensar que somente as mulheres sofrem no relacionamento com homens que não sabem controlar o que dizem. Porém, o inverso também acontece. E não raras vezes, eles se sentem humilhados e se questionam se vale a pena respeitar a parceira. Na verdade, o certo seria que todas as pessoas – homens e mulheres – tivessem claro que a violência física, psicológica, sexual, simbólica e econômica faz mal e deveria ser evitada.

Mas o foco hoje é falar com as mulheres sobre atitudes que podem destruir o amor que eles sentem por elas.

Sim, as mulheres podem destruir o amor de seus parceiros. E nem é preciso fazer muita força para estragar uma relação.

Uma das coisas que mais machucam o homem é humilhá-lo. Embora muita gente não ache isso possível, até pela pseudo fragilidade feminidade, há mulheres que se tornam tiranas e acabam com a autoestima de seus homens. Duas situações, em específico, têm efeito cruel. Quando ela é quem ganha mais, sustenta a casa ou tem maior sucesso na carreira e usa isso para dizer que ele não é homem sequer para manter a família… E quando há problemas na intimidade sexual e a mulher usa isso para agredi-lo até insinuando que pode procurar outro, ou o comparando com algum ex-parceiro.

Por sinal, toda comparação é desastrosa. Isso vale para homens e mulheres. Usar ex-parceiros como referência frequentemente soa como agressão. Quem faz isso está destruindo pouco a pouco o romance. Também não é legal fazer comparação com amigos, amigas, pais, tios, sogros, sogras etc etc.

No casamento, um fato comum depois que chegam os filhos é a mulher deixar de priorizar o romance. E o parceiro sente. Embora um filho seja importante demais, é fundamental separar as coisas. Infelizmente, muitas mulheres descuidam por completo de seus parceiros. E às vezes descuidam inclusive de si mesmas deixando de investir no corpo, escolher as roupas que usa…

Algumas mulheres também discordam dos métodos usados pelos maridos para educar os filhos. Entretanto, existe uma diferença entre questioná-lo numa conversa franca e fazer isso na frente das pessoas. É compreensível que a mãe sinta-se mais “dona” do filho, até por carregá-lo nove meses na barriga, porém isso não lhe dá o direito de sentir que é a única pessoa do mundo com poder e sabedoria para educá-los. Quando a esposa desautoriza o marido na orientação das crianças, cria dois problemas: no casamento e na relação com os filhos, que deixarão de respeitar o pai.

Sabe, todas essas situações podem ser evitadas. Basta existir disposição para preservar o relacionamento. Com uma conversa sincera, é possível apresentar o que pensa ao parceiro e, assim, evitar os problemas. Incomoda-se por que ele está ganhando menos que você? Conversa com ele. As coisas não vão bem na cama? Diga o que sente. Acha que o companheiro pode ter atitudes melhores, comportamentos que te deixariam mais satisfeita? Aponte o que seria bom que ele fizesse. Discorda do jeito que ele educa as crianças? Em particular, tratem do tema.

Aquela ideia básica “não faça ao outro o que não quer façam contigo” também faz a diferença no relacionamento.

Anúncios

2 comentários em “Mulheres que destroem os relacionamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s