Na segunda, uma música

Em 1957, uma música colocou Paul Anka entre os mais tocados nas rádios da época. “Diana” transformou o então quase desconhecido jovem canadense em figura popular. A canção chegou ao topo das paradas e tornou-se a número um na Billboard. E Paul tinha apenas 16 anos.

“Diana” é uma daquelas canções imortais. Confesso que, quando descobri que tinha sido gravada em 1957, me surpreendi. Sabia que se tratava de uma música antiga, mas não imaginava que tivesse quase 60 anos.

A canção, além do ritmo delicioso e da bela interpretação de Paul Anka, traz uma letra que era bastante ousada para a época. Nela, o cantor fala do amor de um garoto por uma mulher mais velha. E declara:

Eu não me importo com o que eles digam
Você e eu somos livres

A música, que é um pedido para que essa mulher não vá embora, talvez seja o maior sucesso desse canadense que se mudou na adolescência para os Nova Iorque. Ah… detalhe, ainda hoje, com mais de 70 anos, Paul Anka segue em plena atividade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s