Atitudes que podem tirar o prazer de viver

infeliz

Embora não faltem motivos externos para atrapalhar a vida da gente, com freqüência nossas atitudes colocam tudo a perder. Ou, pelo menos, transformam-se num problema. É como se sabotássemos a nós mesmos.

Não temos controle de tudo. É impossível. Algumas coisas acontecem, alteram nossas rotinas e até nosso futuro. Pode ser uma demissão num momento delicado da vida ou até a morte de uma pessoa querida. São situações que não dependem de nossas escolhas.

Porém, mesmo não sendo possível fazer a vida seguir num cronograma perfeito, algumas atitudes podem ajudar a evitar desacertos e, principalmente, garantir o prazer de viver.

Adiar as mudanças. Ter um pouco de medo, sentir-se inseguro diante do desconhecido é natural. Porém, não dá para deixar que o medo do desconhecido nos impeça de mudar. É fundamental investirmos no autoconhecimento, descobrirmos nossas habilidades e, com base nisso, acreditar em nosso potencial e ousar mudar aquilo que precisa ser mudado.

Conformar-se com um emprego que não gosta. É fato que às vezes é necessário tolerar… Porém, existe uma diferença entre permanecer um tempo num trabalho que não te dá prazer por um tempo… E ficar anos e anos exercendo uma atividade que te consome, te entristece. Quem se obriga a trabalhar no que não gosta, produz menos do que poderia produzir e vive infeliz.

Construir falsas expectativas. Sonhar faz bem, mas tem gente que perde a noção do real. Idealiza demais e deixa de viver a vida. A pessoa passa a vida achando que Harvard é a universidade da vida dela, mas tudo que pode fazer é um curso técnico do Senac. Precisamos aprender a lidar com nossas realidades e construir a vida a partir delas.

Tentar agradar a todos. Pois é… não dá. Quem vive a vida para agradar os outros, não vive. Nem faz o outros felizes e nem é feliz. Não estou sugerindo que atropele os sentimentos das pessoas, mas é necessário entender que nunca seremos capazes de agradar todo mundo.

Viver lamentando o que não fez. O princípio é básico, simples: o que passou, passou. Coisas boas e coisas ruins. Oportunidades aproveitadas e oportunidades desperdiçadas. E quem vive lamentando o que deixou de fazer, vive apegado às perdas, abre mão do presente e deixa de construir o futuro.

Permanecer com alguém que não te valoriza. Acho que não tem nada que judie mais do coração que um relacionamento infeliz. Amar é bonito, mas quando se é correspondido. Do contrário, não vale a pena entregar o coração a quem não merece. Nesses casos, o melhor é tratar do romance e, se não tiver solução, romper e seguir adiante. Não se trata de ser egoísta, mas de ter com quem contar, com quem lutar, com quem sonhar. Se a pessoa que está contigo só serve para te arruinar, vale a pena tentar recomeçar.

Anúncios

3 comentários em “Atitudes que podem tirar o prazer de viver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s