“Minha esposa não me dá o amor que mereço”

casal_terapia

Já ouvi essa frase algumas vezes. E trocando, inclusive, o personagem central: esposa por esposo, namorado… Todo mundo quer ser amado. Há uma carência em todos nós. Entretanto, noto que muita gente vive infeliz porque não se sente plenamente contemplado pelo outro.

Eu diria que muitas dessas pessoas, que acreditam não receber o amor que merecem, têm boas razões para isso. Mas outros… nem tanto. 

Vivemos uma época que acredita, de fato, no amor romântico. Isso, por si só, já causa um enorme problema, porque gera um equívoco sobre o entendimento inclusive do que é o amor. Confunde-se amor com paixão, tesão, sexo… E pouco se lembra que o amor é altruísta, que é paciência, tolerância, respeito, dedicação… Ama-se até mesmo em meio às adversidades.

Quando se diz que o parceiro não dá o amor merecido, a base desse sentimento pode estar na ausência de atenção, de carinho, de gentilezas, de diálogo. Mas pode também estar numa expectativa distorcida da própria relação ou até mesmo por se estar olhando demais para si mesmo.

Tem gente que quer tudo do outro, mas, às vezes, nem explica o que espera do parceiro. Ainda ontem ouvi uma pessoa dizendo:

– Não quero que ele apenas diga que me ame; quero que demonstre.

Aí eu perguntei:

– Mas como você quer que ele demonstre? Já explicou pra ele?

A resposta chegou a ser engraçada:

– Ah… Isso é problema dele. Ele que tem que descobrir.

Peraí!!! Como assim? O outro não lê seus pensamentos, não conhece tudo que você se sente. Se você não sente que seu companheiro não te ama como você merece, já tentou dizer, com jeito, o que gostaria de receber dele (ou dela)?

Sabe, é plenamente compreensível achar que você não é amado como merece. Porém, entendo que é importante avaliar se essa percepção não está baseada em perspectivas distorcidas, num olhar equivocado para o outro ou até mesmo num sentimento mesquinho de quem tudo quer e pouco oferece. Se ao final da avaliação ainda entender que é menos amado do que deveria ser, verbalize! Diga o que sente, o que deseja, o que realmente quer da relação. É assim que relacionamentos maduros sobrevivem ao tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s