A importância do toque no relacionamento

relacionamento_tocar

Algumas coisas têm efeito indescritível no relacionamento. E uma delas é o toque. Não, não estou falando do toque na hora do sexo. Estou falando do toque ao longo do dia. O toque se traduz por um abraço demorado, um carinho nas mãos, uma massagem leve nos ombros…

É impressionante como, com o tempo, os casais vão abandonando determinados hábitos… Nos primeiros meses de paixão, parece haver uma necessidade absurda em grudar no outro. Passa a mão aqui, ali… Beija, abraça… Acontece que, nesse período, isso tem tudo a ver com tesão. Cada toque quer dizer uma coisa apenas: “quero ir pra cama com você!”.

Mas o tempo passa, a rotina nos afasta e os toques vão se tornando cada vez mais raros. E quando isso acontece, o romance também esfria. 

O toque é um afago ao coração. Quando a gente toca, a gente se aproxima, a gente demonstra se importar, querer bem. O toque acalma, faz sorrir… Não há romance que se sustente sem proximidade física. É preciso sentir a pele, o cheiro… Quando os toques são raros, a alma reclama. A carência se instala e o relacionamento, fragiliza. 

Por isso, em todo tempo e lugar, não esqueça de tocar o parceiro. Tocar com carinho, com gentileza… E não apenas quando quer sexo. Quando a gente se dispõe a manter-se próximo do corpo do outro, a intimidade na cama se torna consequência de uma relação que é alimentada diariamente. 

Anúncios