A escola é um lugar para ensinar a pensar

Hoje eu quero tratar de uma reação que vi no Facebook que me preocupou muito. Deixa eu explicar… Eu gravei um vídeo (só espiar nos meus perfis) comentando sobre a importância da escola ser um espaço democrático, plural. Um lugar para o debate de ideias contraditórias. A escola como um lugar para ensinar a pensar.

O vídeo, que assino convidando os amigos a acompanharem o jornalismo aqui da Metrô, toma como referência um projeto que tramita na Assembleia Legislativa do Paraná. Um deputado quer impedir que os professores se manifestem livremente em sala de aula. Ele entende que os professores não podem doutrinar ideologicamente os alunos.

Pois bem… Primeiro, penso que os professores estão muito distantes de serem doutrinadores ideológicos. Segundo, se a escola não pode debater diferentes vertentes ideológicas, ela deixa de ter razão de existir.

Acontece que, diante dessa discussão, li comentários absurdos. Felizmente, as pessoas não me agrediram verbalmente. Mas, por outro lado, agrediram de maneira raivosa professores, a escola, o PT, o marxismo… E as pessoas que verbalizaram tais agressões fizeram isso sem nenhum conhecimento.

Me desculpe quem pensa diferente, mas como posso pensar uma escola sem discutir Marx, Weber, Durkheim??? Discutir Marx não é doutrinar ideologicamente alunos para criarem uma sociedade comunista. Discutir Marx em sala é oferecer uma outra maneira de ver o funcionamento das relações de trabalho, é compreender de maneira crítica o modo de produção capitalista.

E isso é função da escola sim. Mesmo em países de direita.

Quando alguém reduz a discussão ao âmbito político partidário, é porque não entende nada de educação. Os grandes pensadores da humanidade procuram explicar o funcionamento da sociedade, nosso jeito de ser, de se organizar, de viver… de fazer política. E até propõem formas de intervenção. Mas assegurar esse tipo de discussão na escola é garantir o direito pleno do cidadão pensar.

E eu estou assustado porque essa incompreensão do que significa a escola e a respeito dos conteúdos sobre os quais devemos conhecer… Essa incompreensão aponta que estamos retrocedendo. Não crescemos como democracia, muito menos entendemos o básico sobre liberdade de expressão. Tem gente alimentando um jeito fascista de ser e ver o mundo, defendendo que existe uma única maneira de compreender a sociedade e que esta seja verdadeira. Sinceramente, isso nos apequena, nos faz questionar se não estamos de volta ao cenário constituído pelo mito da caverna de Platão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s