O mundo não é só meu

O que acontece quando duas pessoas estão gritando? Elas se ouvem? Conseguem se comunicar? Esses gritos permitem alguma negociação, algum acordo?

Sabe qual é a sensação que tenho quando olho muitas publicações que estão aqui na rede? A sensação que tenho é que as pessoas estão gritando. É tanta raiva, tanto ódio… São tantos ataques que ninguém ouve ninguém. E semelhante ao que acontece com duas pessoas que estão brigando, gritando uma com a outra, o resultado é só ofensa, mágoa e mais ódio.

Quando alguém grita com você, te ataca e não te dá a chance de se explicar… Quando esse alguém não parece disposto a te ouvir, dá vontade de bater nessa pessoa, socá-la.

É exatamente isso que vejo na internet. As pessoas estão agredindo verbalmente umas às outras. O outro é sempre um doente, um idiota, uma porcaria de pessoa que precisa ser eliminada da face da terra.

Confesso que isso tudo tem me entristecido. Sei que muito do que falo/escrevo aqui também não é ouvido. Principalmente por aquelas pessoas que não querem enxergar que o mundo não é binário, não é feito apenas de pessoas que concordam comigo e daquelas que discordam – logo, são imbecis, ignorantes.

Eu tenho insistido que o mundo não é feito de um “nós e eles”. O mundo é rico, é plural. É feito por pessoas diferentes, que têm gostos diferentes, vontades distintas da minha. O que eu gosto, o que eu sei, o que eu penso, o que eu sou, o que faço da minha vida e do meu sexo não é melhor que o gosto, que o pensamento, que o jeito de ser e viver do outro.

Mesmo nas discussões políticas, são apenas posicionamentos, ideologias distintas, formas diferentes de organizar a sociedade – que para uns pode ser melhor, para outros, pode ser pior. Mas essas formas de ver o mundo não são e nunca serão a única maneira de viver. São apenas leituras, posicionamentos… Talvez me desagradem. Mas o mundo não é só meu. O mundo não tem que ter meu jeito, minha cara. O mundo não tem que combinar comigo. O mundo é de todos. E precisa respeitar a todos. Permitindo que todos vivam com dignidade, tenham acesso a todos os espaços e sejam tratados como pessoas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s