Quem disse que estudar tem que ser legal?

estudar

A gente vive um momento muito peculiar. Tudo tem que ser legal. Divertido. Até fazer uma visita na casa de um parente, tem que ser um programa legal. Ninguém lembra que algumas coisas são feitas porque precisam ser feitas.

Estudar é uma delas.

Gente, não tem jeito do estudo ser legal. É um processo de agressão à mente. Sim, porque a gente está tentando colocar no cérebro informações novas. E esse processo é doloroso, cansativo. Não tem jeito de passar horas numa sala de aula ou lendo e relendo textos, livros, resolvendo exercícios… e fazer disso uma atividade divertida.

Quando somos pequenininhos, ainda nos primeiros anos, parte do aprendizado ocorre por meio das brincadeiras. Aí sim é leve, agradável…

Mas, depois, quando começam os conteúdos formais, mais densos – leitura, cálculos, história, geografia, ciências… Quando começam esses conteúdos, não tem como ser divertido. Nem se a gente usar joguinhos. Até porque não dá para ter joguinhos até o final do ensino médio ou durante a faculdade. O processo de aprendizagem é cansativo sim. E aborrece.

Pais e professores precisam mostrar isso para as crianças e adolescentes. A gente estuda, porque o aprendizado é necessário e porque nos torna pessoas dotadas de conhecimentos fundamentais para a vida em sociedade e para o progresso do mundo. O estudo é uma tarefa importante, como um trabalho que deve ser executado.

Se a gente não mostrar isso para nossos alunos, se eles não entenderem que o ato de estudar requer foco e esforço, muita dedicação, o sistema educacional vai continuar sem rumo e nós, brasileiros, seguiremos com os piores índices de educação no mundo.

Anúncios