“Desculpa, errei”

Nas diferentes demandas diárias, somos desafiados a não falhar. Uma falha pode comprometer uma série de outras coisas que estão ou estarão acontecendo e sobre as quais não temos muito controle.

Às vezes, é um simples esquecimento. A secretária deixou de anotar um compromisso na agenda. O esquecimento, embora possa ocorrer, pode afetar a vida de mais de uma pessoa. E justamente por isso, frequentemente situações como essa têm chance de provocar desconfortos e até conflitos.

Quando pequenas falhas cotidianas acontecem, a melhor maneira de resolver é dizer: desculpa, errei. E, partindo do reconhecimento, ter mais atenção para não repetir o problema.

Nem sempre é isso que notamos nas pessoas. Ilustrando com a situação citada, não seria de estranhar a pessoa, que deveria ter anotado o compromisso na agenda, dizer: “mas você não confirmou comigo se eu tinha agendado!”; ou pior: “você poderia ter olhado a agenda e visto que o horário estava em branco”.

Quando, de fora, a gente olha fatos assim, é fácil notar que, embora outras pessoas pudessem contribuir para evitar o problema, a falha só ocorreu porque quem deveria ter feito a anotação, não fez.

Isso tudo pode parecer bobagem, mas é algo que acontece com bastante regularidade no nosso dia a dia. Alguém falha, mas não consegue dizer: “desculpa, eu errei” ou “desculpa, você não tinha obrigação de saber disso”…

Não há nada de vergonhoso em dizer que a falha foi sua. Ninguém dá conta de ser impecável em tudo e o tempo todo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s