População envelhece e o futuro é cada vez mais incerto

Um estudo divulgado esta semana pelo IBGE confirmou o que já vem se falando há bastante tempo: o Brasil está envelhecendo. Atualmente, 9% da população são idosos; em 2060, cerca de 25,5% das pessoas terão mais de 65 anos. Detalhe, já em 2039, deveremos ter mais pessoas idosas do que crianças de até 14 anos.

Os dados do IBGE, divulgados no estudo Projeção de População, mostram que o país tem, hoje, uma população de 208 milhões de habitantes. E seguirá crescendo até 2047, quando deveremos chegar a 233 milhões. Porém, depois desse ano, a tendência é de queda. Em 2060, deveremos ser cerca de 228 milhões.

Outro número me chamou atenção: as pessoas consideradas dependentes – aquelas que têm menos de 15 anos e mais de 65 – representam, atualmente, 44% da população; em 2060, serão 67,2%. Na prática, 32,8% da população será responsável por cuidar dos outros 67,2%. 

Esses números mostram para aqueles que ainda estão em fase produtiva – ou seja, pessoas que ainda estão trabalhando -, que olhar para o futuro e se preparar para ele é fundamental.

A primeira grande questão é: se o número de dependentes (crianças e velhos) será maior que aquelas que cuidam, que podem amparar, auxiliar, apoiar, levar pro médico etc etc, os dependentes vão representar um grande peso para a população adulta. Não vai ser fácil. Teremos menos gente com condições de cuidar do que gente precisando ser cuidada.

Outra questão – e que está relacionada com a primeira -, teremos bem menos contribuintes da Previdência. Logo, pensar estratégias para a aposentadoria futura é fundamental. Não vai dar pra contar com o Estado provedor e nem com familiares, pois estarão sobrecarregados. Ter uma boa aposentadoria será garantia de qualidade de vida e até mesmo de amparo – ainda que por instituições especializadas no cuidado de idosos.

E terceiro ponto, idosos precisam de um sistema de saúde especializado, eficiente. Mais velhos significa mais demandas na saúde. Se hoje o sistema público já é falho, imagina só com mais demandas. Isso indica a necessidade de ter bons planos de saúde, que também deverão ficar cada vez mais caros. Ou seja, na prática, os velhos pobres estarão condenados – caso nada comece a ser feito agora.

Percebe por que as eleições presidenciais se tornam cada vez mais estratégicas para o país? O futuro é incerto, amigos. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s