Gente implicante…

Conhece gente assim? O implicante incomoda. Não porque necessariamente brigue com as pessoas, mas por se incomodar com detalhes do cotidiano e reclamar deles.

O implicante se incomoda com o lado em que o papel higiênico foi colocado no banheiro. Reclama da temperatura da água do chuveiro. Não fica satisfeito com o fato de o copinho de café ter sido jogado no lixo; tem um jeito certo de jogar… Ganha presente, observa que o papel do embrulho estava amassado e já pergunta: “quem amassou o papel?”.

Alguém usou sua caneta, devolveu no porta-objetos, mas guardou com a ponta pra baixo e deveria ser ao contrário… O implicante chega e já pergunta: “quem usou minha caneta e não colocou no lugar?”.

Alguém esqueceu a garrafinha de água sobre o balcão e não importa que a única pessoa que está ao seu lado seja sabidamente inocente do “crime”. O implicante logo pergunta: “quem deixou isso aqui?”.

O implicante está sempre incomodado com coisas pequenas. As grandes, por vezes, nem são notadas. O olhar do implicante parece selecionar o que não faz grande diferença, não afeta a vida de ninguém e nem altera a rotina da casa ou da empresa. Mas ainda assim será alvo de suas reclamações.

Justamente por implicar com tudo, esse tipo de pessoa deixa o ambiente mais tenso. Afinal, sabe-se que a pessoa poderá reclamar de alguma coisa e, justamente por fazer isso com certa frequência, gera desgastes, pequenos estresses nos relacionamentos.

A pessoa dá valor demais ao fato do copo ter sido colocado num lado da pia e não no outro. A pessoa parece não notar que não tira pedaço se ela mesma trocar o copo de lugar.

O que é pior no implicante é que se trata de um traço de personalidade. Então não é simples a pessoa mudar. Muito menos reconhecer que suas atitudes aborrecem e irritam. Em defesa de seu comportamento, o implicante entende que é organizado, que existe um jeito certo de fazer as coisas e que o problema são os outros.

Então… o que fazer? Tem um jeito de lidar com o implicante? Penso que a melhor estratégia é não dar tanta importância às reclamações da pessoa. Tentar ver o que a pessoa tem de bom e rir das situações.

Anúncios

7 comentários em “Gente implicante…

  1. Eu sou essa pessoa, infelizmente, e eu sei que isso pode irritar as pessoas. Por minha sorte isso acabou selecionando as pessoas que estão ao meu lado, as que não me aguentam se vão, e as que ficaram são maravilhosas e fazem justamente isso, não levam as minhas reclamações a sério, zombam e até me fazem rir da minha implicância. Mas sempre quis muito mudar isso, só não se como, pois por vezes até eu me irrito de ficar perto de mim. E tbm não gosto de gente implicante, de implicante já basta eu.
    Beijos e abraços.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Há alguns meses eu comecei fazer tratamento com um antidepressivo levinho, por causa do
      climatério e percebi que ele controlou bem o meu humor. Em geral fico tranquila e as coisas
      “fora do lugar” não me incomodam tanto

      Curtir

  2. Ronaldo-Ronaldo… vc sabe detalhes que nem eu sabia que existiam… acho que vc é implicante!
    Te dou meu like porque a proposta no final foi curta, objetiva, e muito útil!
    Morri de rir durante a leitura! Meu marido me chamou de implicante há 2 dias, eu falo todas essas
    coisas mesmo?! kkkkk
    Eu moro com 3 homens, é muita bagunça! A gente arruma e eles desarrumam, fica difícil! kkkkk
    Mas… olha… as implicantes são as mais lindas! 😉

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s