​Qual a causa da estupidez coletiva?

Muito antes da internet, pensávamos que o problema era a falta de informação. Hoje, temos informação disponível. Mais do que damos conta de consumir. Entretanto, a quantidade e a disponibilidade de informação não resolveu o problema. A estupidez ainda reina absoluta e, com ela, a ignorância.

Talvez alguns apontem que o problema da estupidez coletiva agora seja o excesso de informação. Ou a (falta de) qualidade da informação.

Eu diria que nem uma coisa e nem outra.

As razões não são muito claras, mas é possível dizer que a estupidez está relacionada à formação do indivíduo. É possível ser ignorante, no sentido de não ter o conhecimento formal, mas não ser estúpido.

O inverso também é verdadeiro: é possível ser alguém que possui informação e ainda assim ser estúpido.

Na verdade, a informação não salva ninguém da estupidez.

Se a gente não souber se relacionar com as informações, filtrá-las e aproveitar apenas o que realmente é relevante, nada muda. Gente estúpida, com acesso à informação, tem potencial de se tornar ainda mais perigosa, porque passa a se sustentar em pseudos conhecimentos para justificar seus argumentos. As fakes news estão aí para provar o que estou falando.

As redes sociais ainda potencializam a estupidez em função do sistema de algoritmos. O sujeito vive numa espécie de bolha em quase toda a informação que acessa apenas confirma o que ele supostamente já sabe. E, pior, por notar outras pessoas reproduzindo saberes semelhantes, o estúpido sente-mais poderoso, autorizado a falar.

O filtro é desenvolvido no processo de formação do indivíduo. Por isso, é fundamental a educação que a criança recebe em casa, o trabalho desenvolvido na escola, a mediação de bons professores, as brincadeiras, as amizades… Os relacionamentos que temos desde a infância.

Esse conjunto de variáveis produz valores que servirão de critérios que irão determinar nossas reações diante do mundo – da abertura para o aprendizado, do respeito com o saber alheio, da curiosidade em conhecer mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s