Escolha uma única janela para usufruir a beleza da vida

Ouça a versão em podcast!

Talvez um dos nossos grandes erros seja a tentativa de viver várias experiências ou fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Nossa vida, de certo modo, assemelhá-se à experiência que temos ao navegar na internet: quando acessamos a rede em nosso computador, nunca abrimos uma única aba. Abrimos várias. Parece que queremos ver tudo de uma vez. Mas o que acontece? Na prática, não vemos nada direito, praticamente não absorvemos os conteúdos ali disponíveis.

O escritor Francis Scott Fitzgerald disse numa de suas obras que “a experiência demonstra que a vida é usufruída com muito maior sucesso quando contemplada através de uma única janela.”

A afirmação de Fitzgerald é preciosa. Contemplar a vida de uma única janela não se trata de se fechar para novas experiências e nem viver de maneira limitada. Contemplar através de uma única janela, trata-se de usufruir a vida de maneira plena, envolvendo-se totalmente com uma coisa de cada vez.

Quando abrimos o navegador de internet e inúmeras abas estão disponíveis diante dos nossos olhos, nós não nos fixamos em nenhuma delas. Não há imersão.

Usufruir a vida é uma experiência semelhante. É preciso escolher uma janela, aquietar-se nela e se permitir olhar demoradamente para ver todos os detalhes, apreciando toda a beleza que existe.

Nosso jeito apressado e ansioso de ser, querendo sentir todos os gostos e sabores, faz que com que os desconheçamos. Isso se dá até mesmo nos relacionamentos. Algumas pessoas desejam viver todas experiências afetivas possíveis. Não se prendem a ninguém. Na prática, nunca tiveram a chance de abrir completamente o coração para uma pessoa e tampouco chegam a conhecer a alma de alguém. São inúmeras bocas ou corpos tocados, mas nenhuma pessoa plenamente conhecida.

Usufruir a vida de uma única janela é não perder-se em tantas imagens a ponto de não gravar nenhuma delas. É aceitar a impossibilidade de estar inteiro, corpo e alma, em vários projetos, trabalhos ou relacionamentos.

Ao escolher uma única janela vemos a vida de fato. E como passageiros no trem da existência temos a chance de contemplar cada detalhe da trajetória, reparando toda a beleza que existe na viagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s