Na segunda, uma música

Celtic Woman é hoje quase sinônimo do que poderíamos classificar como um grande espetáculo de música. Não se trata apenas de vozes incríveis ou de orquestra talentosa… Ou de luzes, cores… Celtic Woman consegue reunir tudo isso e muito mais. É puro talento. Trata-se de um dos grupos que proporcionam os mais belos shows nos palcos do mundo.

Embora tenha passado por várias reformulações desde o seu surgimento há 10 anos, esse grupo de artistas irlandesas tem encantado milhares de pessoas em diferentes continentes. O repertório transita entre canções clássicas tradicionais e músicas modernas.

Para hoje, reservei uma música belíssima, Amazing Grace. Vale a pena gastar um tempinho para assistir e se emocionar.

Foi a graça que nos trouxe até aqui seguros
E a graça vai nos levar para casa

Anúncios

Na segunda, uma música

Embora atenda um público seleto, tem crescido o número de artistas que produzem um conteúdo mais elaborado. É o caso do II Divo. Trata-se de um quarteto de pop-ópera. Formado em 2004 com cantores que transitam bem em musicais de ópera e canções clássicas. Ainda que o lírico seja valorizado, o grupo tem uma roupagem moderna, inclusive com a apresentação de sucessos de artistas do pop atual.

A iniciativa, que surgiu pelas mãos de um empresário do setor, tem dado certo. Já são quase 30 milhões de discos vendidos.

Hoje, compartilho uma canção tradicional. Uma das mais belas já escritas, interpretadas e gravadas nas últimas 20 décadas. Estou falando de “Amazing Grace” (Graça maravilhosa), escrita ainda no Século XVIII.