Quando os preços seguem a lógica do mercado…

O Brasil e o mundo sofrem os efeitos dos interesses de mercado. Eu brinco que até gostaria de ser apresentado a esse tal de mercado para tentar questionar algumas coisas… Afinal, não me parece correto que dinheiro, lucratividade sejam mais importantes que as pessoas.

Desde que a Petrobras passou a movimentar-se de acordo com o mercado, a política de preços dos combustíveis virou uma loucura. Um levantamento realizado pela equipe do UOL Economia mostrou que em 14 meses, a Petrobras mudou o preço da gasolina 245 vezes.

Quatorze meses são cerca de 420 dias. Isso significa que em intervalos inferiores a dois dias os preços da gasolina foram alterados. Só no último mês de agosto, foram 11 aumentos e quatro reduções nos preços.

A Petrobras agora promete que vai conter as oscilações do mercado por pelo menos 15 dias.

Resolve? Não. Mas ajuda um pouco.

Entretanto, segue aberta a pergunta… A quem devem servir as empresas públicas: ao povo ou ao mercado?

Se atende ao povo, desvaloriza-se, perde dinheiro; se serve ao mercado, sacrifica a população.

Este é o mercado.

As revistas da semana

VEJA: – A liberdade sob ataque. A edição desta semana destaca que os reflexos da sucessão de escândalos que fizeram a lama subir até o gabinete mais próximo da Presidência da República e derrubaram até agora sete servidores fizeram-se sentir pela primeira vez nas pesquisas eleitorais divulgadas na semana passada (…). A queda provocou uma violenta reação do governo. Não contra os acusados de malfeitorias e corrupção na Casa Civil, de onde emanaram os episódios mais cabeludos, mas contra quem os denunciou. Em uma série de comícios e entrevistas, o presidente Lula dedicou a semana a desferir ataques contra a imprensa com uma virulência inédita. Ainda na edição da Veja, uma reportagem especial sobre a química que comanda os sentimentos e a estréia no cinema de Comer Rezar Amar, com Julia Roberts.

ÉPOCA: – Tiririca. A cara do novo Congresso. Uma pesquisa inédita explica o sucesso de candidatos despreparados – como o comediante que, apesar do rumor de ser analfabeto, pode se tornar o deputado mais votado do país. Petrobras, o impacto da maior oferta de ações da história no futuro do Brasil. Um filme sobre a história do Facebook mostra episódios que seu fundador, Mark Zuckerberg, preferia que ninguém soubesse.

ISTO É: – O avanço da onda vermelha. De cima a baixo no País, o eleitor apoia a continuidade e tende a garantir uma quase inédita maioria governista no Congresso. A vida debaixo da terra. Os mineiros presos no Chile estão lidando de forma serena e cooperativa com a longa espera pelo resgate. É a prova de que tragédias são capazes de fazer seres humanos ultrapassarem os próprios limites. Bons de bola, ruins de escola. Levantamento mostra que clubes são omissos em relação à educação de atletas mirins.

CARTA CAPITAL: – Eles ainda sonham com a marcha. Em desespero, a oposição tenta evocar fantasmas do passado, alimentada pela mídia. IBGE registra menor taxa de desemprego em oito anos. Renda média mensal também bate recorde. O STF e a Ficha Limpa: em caso de empate, vale o voto pró-sociedade. Terminou empatada a votação no STF. O que fazer? A sociedade desempata, simples assim.

As revistas da semana

VEJA: – O polvo no poder. A edição de VEJA desta semana traz à tona um caso surpreendente de aparelhamento do estado. Sua figura central é Erenice Guerra, ministra-chefe da Casa Civil, sucessora de Dilma Rousseff no cargo. A reportagem demonstra que, com a anuência e o apoio de Erenice, seu filho, Israel Guerra, transformou-se em lobista em Brasília, intermediando contratos milionários entre empresários e órgãos do governo mediante o pagamento de uma “taxa de sucesso”. Ainda nesta edição, a revista tenta responder se vale a pena investir o dinheiro do FGTS em ações da Petrobras; e a explosão da crença na vida após a morte.

ÉPOCA: – R$ 520 por uma vida. A história absurda do menino que morreu aos 14 anos porque as autoridades médicas se recusaram – mesmo com ordem da Justiça – a fornecer um aparelho para ajudá-lo a respirar. Fidel paz e amor? Aos 84 anos, o ditador cubano repensa suas crenças, critica o estado, se arrepende de perseguir homossexuais, elogia os judeus e pede moderação ao Irã. O vírus do Twitter. Um vírus criado por um estudante brasileiro contaminou 150 mil usuários do serviço.

ISTO É: – Como ser sócio da gigante do petróleo. Não é só a Petrobras que pode lucrar com o maior lançamento de ações da história. Você também pode. A edição desta semana da revista mostra por que a operação representa uma oportunidade para milhares de brasileiros. Ataque inútil: em uma eleição marcada pelo desejo da continuidade, ofensiva tucana usando como arma o caso da Receita não surte efeito. Você confia no seu médico? Diversos indicadores apontam queda na credibilidade desses profissionais. Mas governo e sociedade começam a se movimentar para acabar com a desconfiança dos pacientes.

CARTA CAPITAL: – Quem bisbilhota quem. Brasília 2010: as omissões da Receita e a dificuldade do PT em explicar as digitais de militantes na quebra do sigilo da turma de Serra. PMDB gaúcho quer levar disputa para o 2º turno. O crescimento do lulismo no Rio Grande do Sul, e a mudança do cenário como um todo, parece não ter sido percebido pelos peemedebistas.

As revistas da semana

VEJA: Casar faz bem. A reportagem mostra que em tempos modernos, em que a preocupação com a carreira ocupa tanto tempo, casar ainda está na moda. Ainda na edição, a Veja procura discutir a viabilidade de algumas promessas dos candidatos à presidência da República; a tatuagem: de moda a obsessão; e ascensão social do negro no Brasil.

ÉPOCA: – As 100 melhores empresas para trabalhar e as lições da campeã Google. Na empresa símbolo do trabalho no século XXI, um ambiente criativo e inspirador com tempo livre, mesa de bilhar, massagem – e até almoço grátis. Eles querem ser perfeitos: uma nova geração de narcisistas exige de si e dos outros nada menos que a beleza absoluta. Até onde isso pode levar? Segundo as pesquisas, a aposta do presidente Lula em derrotar senadores adversários e eleger no lugar uma bancada de amigos pode dar certo. E ainda tratando de política, Tiririca: Pior que está não fica? O início do horário eleitoral traz uma nova legião de candidatos cômicos.

ISTO É: – Nunca fomos tão felizes. Com a economia a todo vapor e os avanços sociais no país, brasileiros descobrem que nunca foram tão felizes. Eles compram carro próprio, viajam mais, adquirem casa própria e realizam seus sonhos. Celebridades e quase celebridades invadem o horário eleitoral apostando que o eleitor já não suporta os políticos tradicionais. Ossos de São João Batista, agora na Bulgária. A descoberta da suposta ossada do santo expõe a pressa de quem quer explorar a fé para ganhar dinheiro com o turismo religioso.

CARTA CAPITAL: – A Petrobras na mira. A estatal, entre os jogos do mercado, financeiro e a sucessão presidencial. Ministério da Defesa vai retomar buscas por desaparecidos na Guerrilha do Araguaia. Os materiais encontrados serão enviados para o Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília. PT decide processar Serra por usar Lula em propaganda na TV. A exploração da popularidade do presidente por um nome da oposição reforça a tese de que é personagem central de sua própria sucessão.

As revistas da semana

Veja: – Alcoolismo. É possível prevenir a doença sem cortar a bebida. Como a medicina identifica o “bebedor de risco”. As estatísticas mostram que o perigo cresce mais rapidamente entre as mulheres. Ainda na edição, o petróleo como arma eleitoral; uma entrevista com o vice-presidente José Alencar – ele diz que está preparado para a morte -; e a prática do vale-tudo, o esporte cria campeonatos milionários e agora atrai até mulheres.

Época: – Pré-sal. Dádiva ou ilusão? Por enquanto, a exploração é só política. Como evitar a maldição dos petrodólares e trazer a prosperidade para todos. A revista fala dos poços de votos. A um ano das eleições, a proposta do governo Lula para explorar o pré-sal reforça o papel do Estado no setor de petróleo. A Época trata da “nuvem furada” – e questiona: dá para guardar todos os seus dados em sites como o Google? As novas redes da Amazônia. Com o dedo no teclado e uma conexão (bem) ruim, os blogueiros do Norte são protagonistas da mais nova saga da integração amazônica. A Época trata da estreia do blog presidencial. Segundo a reportagem, a estreia do blog mostra que os governos e os políticos não podem prescindir da internet, mas ainda morrem de medo dela.

Isto É: – Olhe-se no espelho e descubra como melhorar a autoestima. O que dizem os últimos estudos sobre o sentimento que transforma as pessoas. Brasil potência, a revolução da nova corrida do petróleo. O maior escândalo da F-1. Investigação pode tirar Renault da categoria e acabar com a carreira de Nelsinho Piquet. Uma entrevista com o cientista Richard Nisbett. Ele sustenta que a “inteligência pode ser construída”. O cientista diz que a genética é importante, mas o ambiente é fundamental para o desenvolvimento intelectual de cada um.

Carta Capital: – Tudo igual, 56 anos depois. A regulamentação do pré-sal traz à tona o velho discurso antiestatal. Mais uma vez na contramão do mundo. A Carta Capital lembra que o destino do pré-sal retorna aos temas do “petróleo é nosso”, dos tempos de Getúlio Vargas. Ainda na edição, um especial sobre empreendedorismo no Brasil.

As manchetes…

– AL cria aposentadoria especial para deputados
O jornal O Diário de hoje destaca a aprovação, na surdida, da aposentadoria especial para os deputados do Paraná. Os parlamentares votaram um plano de aposentadoria extra que vai custar, inicialmente, R$ 17 milhões aos cofres públicos. Mas a conta, conforme o jornal, deve ser maior no longo prazo. Os três deputados eleitos por Maringá, Cida Borguetti, Dr. Batista e Luiz Nishimori, votaram a favor da aposentadoria especial.

– Mesa da Câmara rejeita a PEC dos vereadores
A manchete do Hoje Notícias trata da decisão da Mesa Diretora da Câmara Federal de não promulgar a proposta de emenda constitucional que aumenta o número de vereadores no país. A PEC havia sido votada na madrugada de quinta-feira pelos senadores.

– Câmara barra proposta que aumenta número de vereadores no País
A manchete do Jornal do Povo também ressalta a decisão da Mesa da Câmara de não promulgar a PEC que aumenta em 7.3434 o número de vereadores no Brasil.

Diário do Noroeste de Paranavaí
Na diplomação dos eleitos, juíza diz que vontade do povo foi ratificada

O Estado do Paraná
Na surdina, AL recria fundo de aposentadoria

Folha de Londrina
Multinacional fecha e demite em Londrina

Gazeta do Povo
Deputados aprovam o plano de aposentadoria. Durante a madrugada

Jornal do Brasil
Maia é obrigado a cancelar sua festa

O Globo
Senado ignora a crise e aprova na madrugada pacote de gastos

Valor Econômico
Petrobras confirma plano de US$ 31 bi para refinarias

O Estado de S.Paulo
Orçamento corta R$ 4,8 bi do PAC

Folha de S.Paulo
Lula não vê motivos para demissões nas empresas

As manchetes…

– Conseg quer mais tempo para tachões
O jornal O Diário de hoje destaca o pedido do Conselho de Segurança de Maringá. O Conseg pede que os equipamentos continuem sendo usados como redutores de velocidade até que se encontre outra solução para conter abusos dos motoristas. A retirada dos tachões foi determinada pelo Ministério Público. A promotoria alega que equipamento desrespeita a lei de trânsito.

– Compra de bafômetros vai reforçar fiscalização da “lei seca”
A manchete do Hoje Notícias trata do anúncio feito pelo Ministério da Justiça. O ministério anunciou a compra de aparelhos que serão distribuídos aos estados e municípios a partir do dia primeiro. A compra dos bafômetros visa auxiliar municípios e estados que não estão preparados para o cumprimento da chamada da lei seca.

– Lei seca no vestibular entra em vigor
A manchete do Jornal do Povo ressalta que entra em vigor nesta sexta-feira a lei seca para a região próxima da Universidade Estadual de Maringá. O vestibular da UEM começa no próximo domingo. Mas desde esta sexta-feira, estará proibida a venda e o consumo de bebidas alcoólicas nas proximidades da universidade. O objetivo é impedir as festas e badernas dos estudantes durante o período de vestibular.

Diário do Noroeste de Paranavaí
Paranavaí registra índices acima da média histórica de insolação e chuva

Umuarama Ilustrado
Polícia reconstitui morte de empresária

Folha de Londrina
Lojas mantêm juros para segurar clientes

O Estado do Paraná
TCE investiga omissão de Eduardo na gestão do Porto

Gazeta do Povo
Polícia catarinense restringe circulação para evitar saques

Jornal do Brasil
Toque de recolher e Força Nacional contra saques

O Globo
Socorro da Caixa à Petrobras põe as duas estatais em xeque

Valor Econômico
Linhas do BC funcionam e exportador quer mais

O Estado de S.Paulo
Governo negocia mudança nas regras da aposentadoria

Folha de S.Paulo
Índia ataca terroristas e solta reféns

As manchetes…

– Prefeitura nega Vila Olímpica para DCE
O jornal O Diário de hoje destaca a decisão do município de não ceder a Vila Olímpica para os estudantes da UEM durante o vestibular. O município aceitava negociar a cessão da Vila Olímpica para festas aos vestibulandos desde que não houvesse venda de bebidas alcoólicas. Para os estudantes, sem bebida a festa é inviável.

– Crise afeta lixo reciclável e deixa catadores apreensivos
A manchete do Hoje Notícias trata dos efeitos da crise financeira. Segundo o jornal, o efeito cascata gerado pela crise já chegou à base da pirâmide social e alcançou trabalhadores de diversos setores, entre eles o do insuspeito mercado de reciclagem. O preço dos reciclados caiu quase pela metade e os estoques aumentaram nas cooperativas.

– Audiência pública analisará anteprojeto de lei que prevê alteração do ICMS no Estado
A manchete do Jornal do Povo ressalta o projeto de lei do governo do Paraná que pretende alterar a alíquota do ICMS. O governo quer aumentar o imposto da gasolina, energia elétrica e telefonia. O aumento seria compensado com a redução do ICMS dos alimentos, vestuário, produtos de higiene entre outros. Amanhã uma audiência pública será realizada em Maringá, às 19h, na sede da ACIM, para discutir o assunto.

Diário do Noroeste de Paranavaí
Pesquisa confirma que campanha de Natal da Aciap é a maior do Sul do Brasil

Umuarama Ilustrado
Cia Independente é primeiro passo de uma reestruturação

Folha de Londrina
Pedágio deve subir 10% no Paraná

O Estado do Paraná
Prefeito de Guaratuba afastado por corrupção

Gazeta do Povo
O que aguarda o curitibano nas compras de natal

Jornal do Brasil
Crise freia a Petrobras

O Globo
EUA têm a maior queda dos preços desde 1947

Valor Econômico
Pronto projeto que prevê repatriação de US$ 70 bi

O Estado de S.Paulo
PF já tem elementos para pedir nova prisão de Dantas

Folha de S.Paulo
Serra propõe novo critério para promoção de servidor